18/07/2019

Preços do açúcar demerara despencam em Nova York; cresce produção na Rússia

 

Nessa quarta-feira (17) os lotes de açúcar demerara negociados na bolsa de Nova York, registraram forte queda. O vencimento para outubro/19 foi firmado em 11.79 centavos de dólar por libra-peso, queda de 20 pontos. A tela março/20 fechou em 12.85 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 18 pontos. Os demais contratos recuaram entre 18 e 19 pontos.

O contrato com vencimento para agosto/19 expirou na última terça-feira (16). De acordo com a Reuters, um total de 793.350 toneladas de açúcar branco da Tailândia foi ofertado contra o vencimento do contrato agosto na ICE. 

Na bolsa de Londres, os papéis com vencimento para outubro/19 fecharam em US$ 312,30 a tonelada, queda de 2 dólares. O lote para dezembro/19 fechou em US$ 322,90 a tonelada, queda também de 2 dólares. As demais telas desvalorizaram entre 2,10 e 2,60 dólares.


Cresce produção de açúcar na Rússia

De acordo com a consultoria Cznarnikow, a Rússia plantou recordes de beterraba por hectares. Isso significa que o país está caminhando para um excedente de açúcar branco esse ano, gerando disponibilidade para exportação.

O número de beterraba plantado por hectare é de 101.000, um aumento de 22% em 10 anos. A relação estoque/consumo de açúcar na Rússia deverá se manter acima de 20%. Sendo assim a Rússia não precisará esvaziar seus estoques do adoçante para cumprir sua intenção de exportar, ainda segundo a consultoria.


Mercado doméstico

O indicador diário Cepea/Esalq para açúcar cristal, estado de São Paulo, fechou em R$ 60,12/sc de 50 kg, leve recuo de 0,25% no comparativo com a véspera.


Etanol

Pelo índice Esalq/BM&F o etanol hidratado manteve-se em alta. Ontem, o metro cúbico do biocombustível foi vendido a R$ 1.736,00, valorização de 1,02% no comparativo com o dia anterior. Esta é a 4ª valorização consecutiva.

 

 

Fonte: Rafaela Giomo. Fonte: Agência UDOP de Notícias

Compartilhe esta Notícia

Informativos Canaçúcar

Imprensa